segunda-feira, 25 de maio de 2015

Look Market com Frederico Torres


Essa semana meu convidado aqui no Market Look é Frederico Torres, Diretor Executivo da VCR Comunicação & Marketing. Falamos sobre estratégias on e off, sinergia entre agência / cliente e a importância do olhar holístico nos processos de criação.

Frederico é Engenheiro com especialização em Strategy & Marketing pela University of La Verne, Califórnia, USA.

Confira nosso bate papo!

Look Market com Frederico Torres

Blog do Fernando Coelho: Hoje muito se fala em agências on e off – por vezes ações de comunicação realizadas de maneira distintas. No final das contas o anunciante só deseja bons resultados e o cliente final uma boa experiência. Em sua opinião, as agências já aprenderam a explorar o ambiente digital eficazmente?

Frederico: Na minha opinião, a questão maior não é se as agências já aprenderam a explorar o ambiente digital, mas sim, se o anunciante já tem a maturidade suficiente para entender o que são “bons resultados”. Com a proliferação das redes sociais, é cada vez mais comum o fenômeno do cliente “obcecado por curtidas”, aquele que não se importa com o conteúdo, com a pertinência da mensagem entregue, e nem mesmo com a qualidade das peças produzidas, mas sim, com o número de seguidores ou curtidas que ele conquistou com aquele investimento, sem ter o mínimo de preocupação com a relevância dos leads conquistados.

Hoje a maior dificuldade das agências é demonstrar para esses clientes que o quantitativo das métricas online nem sempre representa o melhor para o negócio dele se não houver ROI (Return  of Investment) envolvido. Por exemplo, uma campanha estruturada no critério de CPC (Cost per Click) no google Adwords pode ter milhões de clicks em uma única manhã. Mas e se o target da campanha for mal planejado ? Não só teremos um péssimo ROI, mas um baita de um prejuízo. Mas e o cliente “obcecado por curtidas” ? Continua feliz da vida.

Blog do Fernando Coelho: Como se alcança uma melhor sinergia em comunicação atrelada aos negócios do cliente?

Frederico: Planejamento, confiança e execução. Essa tríade é a base para qualquer relação de sucesso entre agência e cliente. Sem planejamento, dificilmente haverá sucesso. Sem confiança não haverá execução. E sem execução, não existirão resultados. Simples assim.

Blog do Fernando Coelho: Hoje nas escolas de propaganda trabalha-se com o conceito do “publicitário gestor” (new business) com visão holístistica e focada não apenas em prestação de serviço de comunicação, mas, sobretudo, em uma comunicação estratégica que corrobore com o desenvolvimento do negócio do anunciante. Sua formação permite essa visão. Correto? Como é trazer um olhar diferente para dentro da propaganda?

Frederico: Fernando, não se assuste se você entrar na minha agência e se deparar com a uma discussão de 3 horas entre eu e meu Diretor de Criação, José Serra (Um exemplo de profissional, diga-se de passagem), acerca de assuntos como filosofia, física quântica, informática, marketing online, religião, política, negócios, etc. Essa cena ilustra a principal característica que me fisgou para o mundo publicitário: A dinamicidade, adequabilidade e flexibilidade com relação a qualquer assunto. Eu costumo dizer: um bom publicitário deve ser fundado em uma bela experiência de vida, pois só assim será capaz de fazer as conexões que virarão campanhas de sucesso.

Como agência, temos que lidar com todo o tipo de negócio e cliente, e por isso é tão importante essa natureza flexível do publicitário. Devemos ser capazes de entender como ninguém o dia-a-dia daquele cliente, de forma a criar não só campanhas excelentes, mas resultados pertinentes para ele.

Cresci dentro dessa formação humanística, pois desde pequeno acompanho o trabalho da minha mãe, Vanda Torres, porém me formei em um mundo bem mais analítico. Esse mix de percepções mundanas me ajudou a olhar o mercado publicitário de maneira diferente, extinguindo dogmas antigos desse mundo e criando soluções mais sustentáveis e eficientes.

Blog do Fernando Coelho:  Como você enxerga o mercado nos próximos 10 anos?

Frederico: Enxergo o mercado mais maduro e fortalecido. São Luís está em uma fase de transição, onde as agências estão cada vez mais jovens e propondo cada vez mais novas soluções. Isso é muito saudável para o mercado, porém, tudo isso leva um tempo para ser absorvido (quem sabe até mais que 10 anos), pois o anunciante ainda está muito atado ao lugar comum, ou seja, não quer ousar.
Hoje, é comum a “Stockrização” (Utilização de imagens de bancos de imagem Stock) nas campanhas e não há mais diferenciação entre os anunciantes. E sem diferenciação, como há competitividade ? concorrência ? Hoje o mercado está morno (senão frio) por culpa de diversas variáveis que não vale a pena elencar aqui. Mas será que uma parte, mesmo que pequena, não é culpa da propaganda falha que veem-se implementando nos ÚLTIMOS 10 anos na cidade ? Vale a reflexão.

Blog do Fernando Coelho: Em uma frase, qual seu Market look? Qual sua visão do mercado e da vida?

Frederico: Paixão. Esse sentimento é capaz de realizar tudo que almejamos.

MINI-BIO DE FREDERICO TORRES:

Formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com especialização em Strategy & Marketing pela University of La Verne, Califórnia, USA.  Como Engenheiro, participou do desenvolvimento de sistemas de segurança para soluções fotovoltaicas conectadas à rede elétrica em parceria com o Instituto Nacional de Eletrônica de Potência, tornando-se especialista em algoritmos anti-ilhamento para inversores de baixa e média potência.


Em 2014, mudou o curso de sua carreira ao assumir a diretoria executiva da VCR Comunicação & Marketing, onde atua no front de Planejamento, Planejamento de mídia on e off-line e prospecção de novos negócios. 

3 comentários:

  1. Bom demais!

    Parabéns para quem perguntou e a quem respondeu (:

    ResponderExcluir
  2. Obrigado! O Fred é um excelente profissional! Bom tê-los como audiência!

    ResponderExcluir